The Freemasonry in the Island Space of Portuguese Atlantic: The Catholic origins of Madeiran Freemasonry

 

Authors
Santos, Fernanda Cristina; Franco, José Eduardo
Format
Article
Status
publishedVersion
Description

Centuries of controversy, prohibitions and mutual attacks have made Freemasonry and the Catholic Church somewhat irreconcilable adversaries. Nonetheless, the attraction Freemasonry has had for members of the Church in its origins is still paradoxical and continues nowadays. In the ranks of Freemasonry, and particularly in the Masonic leaderships, there were members from the Catholic Church, especially from its secular and regular clergy. If this was true at an international level, it was even more so in catholic countries where masonic obedience was eloquently implemented, especially in our case study, which is the archipelago of Madeira. How can we explain this attraction and this crossing of forbidden frontiers, especially of Catholics who joined Freemasonry, while continuing their catholic practice? Throughout this study we will try to understand Freemasonry as a movement and an institution, in latu sensu, that sought to constitute elites of high intellect and social influence.
Séculos de polémicas, proibições e ataques mútuos tornaram a Maçonaria e a Igreja Católica uma espécie de adversários irreconciliáveis. Não obstante, não deixa de ser paradoxal a atração que a Maçonaria exerceu sobre membros da Igreja. Nas fileiras da maçonaria e, em particular, nos quadros das lideranças maçónicas, contaram-se membros provindos da Igreja Católica, nomeadamente do seu clero secular e regular. Se isto foi verdade a nível internacional, foi, mais ainda,  de modo especial para o nosso caso de estudo, que é o arquipélago da Madeira. Como explicar esta atração e este transpor de fronteiras proibidas, mormente da parte dos católicos que aderiram à Maçonaria, continuando a sua prática católica? Ao longo deste estudo vamos tentar compreender a Maçonaria como um movimento e uma instituição, latu sensu assim definida, que procurou constituir elites com um certo nível de preparação intelectual e de influência social.
Séculos de polémicas, proibições e ataques mútuos tornaram a Maçonaria e a Igreja Católica uma espécie de adversários irreconciliáveis. Não obstante, não deixa de ser paradoxal a atração que a Maçonaria exerceu sobre membros da Igreja. Nas fileiras da maçonaria e, em particular, nos quadros das lideranças maçónicas, contaram-se membros provindos da Igreja Católica, nomeadamente do seu clero secular e regular. Se isto foi verdade a nível internacional, foi, mais ainda,  de modo especial para o nosso caso de estudo, que é o arquipélago da Madeira. Como explicar esta atração e este transpor de fronteiras proibidas, mormente da parte dos católicos que aderiram à Maçonaria, continuando a sua prática católica? Ao longo deste estudo vamos tentar compreender a Maçonaria como um movimento e uma instituição, latu sensu assim definida, que procurou constituir elites com um certo nível de preparação intelectual e de influência social.

Publication Year
2018
Language
por
Topic
Freemasonry
Clergy
Church
Madeira Island
Elites.
Maçonaria
clero
igreja
madeira
elites
Maçonaria
clero
igreja
madeira
elites
Fuente
Portal de Revistas UCR
Get full text
https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/rehmlac/article/view/32771
Derechos
openAccess
Licencia
Derechos de autor 2009 REHMLAC+